‘Tirar férias’ do álcool faz bem para a saúde, diz estudo

‘Tirar férias’ do álcool faz bem para a saúde, diz estudo

Pesquisa indica os benefícios de abstinência e cientistas acreditam que um mês sem ingerir álcool já ajuda fígado a se recuperar.

0
COMPARTILHE
álcool o masculino
Deixar de beber por pelo menos um mês já traz resultados positivos. Foto: Shutterstock

A ingestão de álcool continuamente pode trazer sérios problemas à saúde, principalmente ao fígado. Mas isto não é novidade. O que há de novo são os resultados de uma pesquisa que deve ser apresentada este mês na reunião anual da Associação Americana para o Estudo de Doenças do Fígado. Informações iniciais fornecidas pelos pesquisadores mostram que deixar de consumir bebidas alcoólicas por quatro semanas já traz benefícios importantes para a saúde do indivíduo.

Leia também:

Estudo identifica 4 tipos mais comuns de bêbado

Cientistas descobrem como curar ressaca

Baclofeno pode ser usado contra o alcoolismo

Os detalhes do estudo serão conhecidos apenas durante o evento, mas o jornal “The Guardian” teve acesso à parte das informações. Segundo a publicação, a pesquisa mediu o impacto da abstinência de álcool temporária em 102 pessoas, concluindo que eles tiveram uma redução significativa da fibrose do fígado, situação que pode levar à cirrose.

Tirar férias do álcool

Segundo os pesquisadores, este período sem álcool pode ajudar o fígado a se recuperar, ainda que parcialmente, dos danos provocados pelas bebidas. Um estudo publicado em 2013 pela equipe da revista “New Scientist”, em parceria com especialistas do Instituto do Fígado e da Saúde Digestiva na Escola de Medicina da University College London (UCLMS), também avaliou o impacto de um período de abstinência alcoólica na saúde de pessoas que costumam beber socialmente.

Foi feita uma comparação dos efeitos da abstinência em 10 membros da equipe da revista com outros 4 membros que continuaram bebendo socialmente no mesmo período. O grupo foi submetido a testes antes e depois da experiência, concluindo que, em média, a parcela de gordura no fígado caiu 15% nos que evitaram o álcool durante.

Quanto ao nível de glicose no sangue também caiu em média 16% entre os membros da equipe que optaram pela abstinência. Os participantes que deram férias para o fígado também relataram ter um sono de melhor qualidade, além de maior nível de concentração depois da experiência.

É importante lembrar que no Reino Unido já existem diversas campanhas que propõem a abstinência alcoólica temporária, como a “Dry January”, que incentiva que as pessoas não bebam durante os 31 dias de janeiro e aproveita para arrecadar recursos para a organização Alcohol Concern. Outro exemplo muito conhecido é a “Go Sober for October”, que é organizada pela instituição Macmillan Cancer Support e propõe uma abstinência durante todo o mês de outubro, arrecadando fundos para o combate ao câncer.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA