OMS: Depressão é a principal causa de doenças e invalidez no mundo

OMS: Depressão é a principal causa de doenças e invalidez no mundo

Segundo organização, doença afeta mais de 300 milhões de pessoas em todo o mundo e vem crescendo a cada ano

0
COMPARTILHE
depressão causa doenças
Combate à doença deve levar em conta o apoio e atendimento aos que sofrem e também com a derrubada dos tabus sobre a depressão

Está cada vez mais claro que a depressão é o verdadeiro mal do século, uma vez que não é muito difícil encontrar alguém que esteja passando por este grave problema em nosso ciclo de amizades. Dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) apontam que a depressão é hoje a maior causa de problemas de saúde e invalidez no mundo, afetando mais de 300 milhões de pessoas.

Desde 2005, ainda de acordo com a OMS, houve um aumento de 18% nos índices de depressão e a causa deste crescimento se deve a condições que precisam mudar com urgência. Isso porque estudos apontaram que a falta de apoio à saúde mental, bem como o medo comum da estigmatização é o que leva muitas pessoas a não buscarem (ou receberem) o tratamento mais adequado que precisam para viver de maneira saudável e produtiva.

Leia também:

Vídeo mostra a realidade de quem tem depressão

A prática de exercício físico combate o stress e depressão

Saúde mental: problemas do cotidiano e doenças

Para Margaret Chan, que é diretora-geral da OMS, “estas novas cifras são um chamado para que todos os países repensem suas abordagens para a saúde mental e a tratem com a urgência que ela merece”. Dados da organização mostram que apenas metade das pessoas com depressão recebe tratamento mesmo nas nações mais ricas, enquanto em muitos países exista pouco ou nenhum apoio para pessoas com distúrbios mentais.

Depressão

Diante deste quadro assustador, OMS decidiu colocar em prática uma campanha em prol da saúde mental, como forma de para enfrentar os estigmas e equívocos ligados ao tema. A ação recebeu o nome de “Depressão: Vamos Conversar”.

Shekhar Saxena, responsável pelo departamento de saúde mental da OMS, afirma que “para alguém que vive com depressão, conversar com uma pessoa em quem confiam muitas vezes é o primeiro passo rumo ao tratamento e à recuperação”.

Entre as características da depressão estão a tristeza persistente, a perda de interesse e também a falta de capacidade para atividades cotidianas, principalmente o trabalho. Outro agravante é que ela pode aumentar o risco de diversas doenças e transtornos graves, como vícios, comportamento suicida, diabetes e doenças cardíacas.

“Uma compreensão melhor da depressão e de como ela pode ser tratada… é só o começo”, disse Saxena. “O que precisa vir a seguir é um reforço contínuo nos serviços de saúde mental acessíveis a todos, até as populações mais remotas”, destaca, lembrando que em média só 3% dos orçamentos de saúde dos governos são investidos na saúde mental (1% em países pobres e 5% nos mais ricos).

Gostou deste artigo? Não se esqueça de deixar o seu comentário aqui e de seguir O Masculino também nas redes sociais!

Gostou deste artigo? Não se esqueça de deixar o seu comentário aqui e de seguir O Masculino também nas redes sociais!

Gostou deste artigo? Não se esqueça de deixar o seu comentário aqui e de seguir O Masculino também nas redes sociais!

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA