Disfunção erétil: um problema, várias soluções

Disfunção erétil: um problema, várias soluções

São vários os motivos que podem levar a uma disfunção erétil, como são também diversas as soluções. Descubra como resolver e viva melhor!

0
COMPARTILHE
disfunção erétil o masculino
Uma disfunção erétil pode atrapalhar a vida sexual e provocar problemas em seu relacionamento. Foto: Shutterstock

Todo homem á ouviu falar alguma vez na vida sobre a disfunção erétil e todos os problemas que ela pode trazer para a nossa vida. O que muita gente ainda não sabe é que para ela existem diversos diagnósticos e tratamentos adequados para cada caso. Entenda melhor e o que pode ser feito para reverter o quadro, retornando à vida sexual com tudo.

O que é disfunção erétil?

Mais conhecida como impotência sexual, a disfunção erétil é uma dificuldade persistente de obter ou manter uma ereção suficiente para permitir uma atividade sexual adequada. Neste caso, ela acontece quando não possibilita a penetração vaginal. Se o homem falha na hora “H” uma vez ou outra, isso não significa que ele sofre de disfunção erétil. Mas, se isso começa a acontecer com mais frequência, pode ser sim um sinal de alerta.

As causas da disfunção erétil podem ser classificadas em três categorias de acordo com sua origem: psicogênica, orgânica ou mista (quando existem fatores psicogênicos e orgânicos). Em todos os casos, o que ocorre é um desequilíbrio entre a contração e o relaxamento da musculatura lisa do corpo cavernoso. Segundo especialistas, aproximadamente 50% dos homens com mais de 40 anos possuem alguma queixa em relação às ereções.

São vários os fatores de risco, entre eles doenças como o Diabetes, que já foi apontado como responsável da maior parte dos casos. Entre os homens que apresentava queixas quanto à ereção, metade apresentava níveis elevados de HbA1c (fator relacionado ao diabetes) e colesterol, O que fez com que os médicos ligassem a impotência a outras patologistas.

Fatores que também podem levar à disfunção

EjaculaçãoP_300x250-2Alterações hormonais;

Tabagismo;

Diabetes mellitus;

Doenças cardiovasculares e hipertensão arterial sistêmica;

Outras doenças crônicas;

Medicamentos: vasodilatadores, anti-hipertensivos, hipoglicemiantes, antidepressivos, ansiolíticos;

Drogas: maconha, codeína, cocaína, heroína, metadona;

Alcoolismo;

Cirurgias.

Quais são os tratamentos para a disfunção erétil?

Como dito anteriormente, não há um tratamento único para a impotência. Se você começou a perceber alguma alteração na ereção é importante que você procure rapidamente um urologista. Somente ele poderá identificar se o seu caso é realmente uma disfunção e quais seriam suas causas, indicando assim o tratamento mais adequado.

Nos casos em que o problema está ligado a outras doenças, será preciso tratar primeiro a doença causadora, para depois tratar a impotência sexual. Quando a disfunção erétil tem origem psicogênica, o paciente será aconselhado a tratar com o profissional da área. Neste caso também pode ser utilizado medicamentos para corrigir algum distúrbio.

A terapia medicamentosa é sem dúvidas a mais utilizada juntamente com a psicológica. Somente em casos mais extremos (e raros) pode-se indicar para o paciente o implante de prótese peniana.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA