Treino de força ou resistência: como perder peso mais rápido?

Treino de força ou resistência: como perder peso mais rápido?

Se esta é também uma dúvida sua na hora de planejar sua malhação, veja o resultado de pesquisas nesta área e decida pelo melhor! 

0
COMPARTILHE
treino de força ou resistência o masculino
Não há muita diferença entre a eficácia de cada tipo de exercício, desde que haja uma mudança de hábitos. Foto: Shutterstock

São dúvidas recorrentes de quem pratica atividade física com a intenção de perder peso, sobre qual é o caminho mais rápido para alcançar seus objetivos: treino de força ou resistência? O que é melhor para se manter em forma: exercícios na academia ou correr diariamente? Se você está neste momento de indecisão também, veja o resultado de uma pesquisa que comparou os dois tipos de atividades e que certamente ajudará você a tomar a decisão mais apropriada.

O estudo, que foi publicado no Journal of Applied Physiology teve como objetivo comparar os efeitos do treinamento de força e esporte de resistência sobre o corpo, no caso de pessoas que pretendiam perder peso. A conclusão foi que o tipo de atividade não é tão determinante assim, sendo que o mais importante é que o indivíduo mantenha-se em movimento e cuide de sua saúde como um todo. Conheça os detalhes da pesquisa abaixo.

Treino de força ou resistência

Caminhada e bicicleta de corrida X agachamento e supino 

Para o desenvolvimento da pesquisa foram selecionadas 96 pessoas obesas, com idade entre 18-52 anos, sendo divididos igualmente entre homens e mulheres. O estudo teve a duração de 22 semanas, com acompanhamento rigoroso em todos os aspectos. Foi elaborada uma dieta que contava com 30% a menos calorias do que a quantidade queimada a cada dia. Foi feita uma divisão aleatória em três grupos, sendo que o primeiro praticou treinamentos de força, o segundo treinamentos de resistência, e o terceiro uma mistura dos dois.

Corrida, bicicleta clássica e a elíptica estavam entre as atividades propostas como parte do treinamento de resistência, enquanto que o treinamento de força incluía exercícios como agachamento, ombro, puxada lateral, banco e bíceps. Finalmente, a o grupo de atividades mistas treinou combinações destas diferentes atividades. Todos eles fizeram três sessões de 51 minutos por semana dos respectivos exercícios.

Além dos exercícios supervisionados, os participantes foram aconselhados a praticarem também entre meia hora e uma hora de outra atividade física de intensidade moderada, nos demais dias da semana. Ainda, foi solicitado a eles que escolhesse andar ao invés de pegar o carro, subir as escadas em vez do elevador e alterar outros comportamentos com o potencial de aumentar o seu nível de atividade física.

Quando se movimenta, você perde peso

A maior parte dos participantes perdeu uma quantidade significativa de peso, com uma redução da gordura corporal, ao mesmo tempo em que reduziram suas cinturas e aumentaram a massa magra do corpo. O estudo concluiu que, em termos de eficácia na perda de peso, a diferença entre os três tipos de programas de treinamento são desprezíveis, o que levou os pesquisadores a afirmarem que todos eles são tão bons.

A pesquisa comprova o que algumas pessoas já acreditam: o esporte não é o suficiente para perder peso, necessitando também de uma reeducação alimentar e de uma mudança de hábitos. Acontece que um editorial publicado no British Medical Journal sugere que há uma crença bastante difundida de que o esporte por si só já é suficiente para perder peso, o que não é verdade.

Os autores do editorial acusam a indústria de alimentos de induzir as pessoas a este pensamento, assim como na publicidade de cigarros, levando muitos a acreditarem que você pode consumir tudo desde que pratique um esporte. Eles concluíram que a atividade física tem muitos benefícios para a saúde, mas que a perda de peso não é um deles se não houver mudança de hábitos.

O texto cita ainda o exemplo da Coca-Cola, cuja campanha publicitária em 2013, com um custo total de US $ 3,3 bilhões, sugere que beber seu famoso refrigerante não é problema, desde que você pratique algum tipo de esporte. Na realidade, de acordo com os autores, as calorias de açúcares simples, como os encontrados no refrigerante, ajudam a promover o armazenamento de gordura e aumentam o desejo por comer mais.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA