Planejamento Financeiro: Transformando sonhos em números (Parte 3)

Planejamento Financeiro: Transformando sonhos em números (Parte 3)

1
COMPARTILHE
planejamento financeiro o masculino
Agora é a hora de colocar o plano em prática! Foto: Shutterstock

Esse é o último artigo do processo de transformar sonhos em números. Com a lista de objetivos em mãos, criada na etapa anterior Planejamento Financeiro: Transformando sonhos em números (Parte 2), será hora fazer os últimos ajustes e estabelecer prioridades para suas ações.

Seguindo o processo de planejamento financeiro pessoal, nessa etapa você tem em mãos o produto de várias horas de dedicação, reflexão e pesquisa, condensados em um documento contendo a lista de seus objetivos adequados às cinco características: específicos, mensuráveis, acessíveis, relevantes e com prazo. Você possui um mapa de tesouros, pronto para navegar pelos sete mares em busca de fortuna e aventuras. Mas antes de zarpar, é fundamental conferir alguns itens em seu navio.

Leia também: 

Planejamento Financeiro: Transformando sonhos em números (Parte 1)

Planejamento Financeiro: Transformando sonhos em números (Parte 2)

Vamos começar um planejamento financeiro?

Planejamento financeiro: Eliminando dívidas

As dívidas devem ser as primeiras eliminadas. Os juros elevados são um inimigo para seu planejamento, pois irão consumir a maior parte de sua poupança e esforços e, consequentemente, atrasar sua trajetória rumo aos seus objetivos. Caso possua alguma, elas serão sua prioridade.

  • Conheça o valor exato de suas dívidas e procure liquidar aquelas com juros mais caros, como cartão de crédito e cheque especial.
  • Negocie com seus credores, buscando estabelecer formas de pagamento que cabem no seu bolso.
  • Substitua uma dívida cara por outra com juros menores e parcelas fixas. Você terá maior previsibilidade de quanto terá que pagar por mês, o que torna mais fácil sua liquidação.
  • Caso tenha financiamentos ou outros empréstimos, verifique se existe desconto no pagamento de parcelas a vencer e faça isso sempre que houver uma folga no seu orçamento.
planejamento financeiro o masculino
Cena do filme Piratas do Caribe: No Fim do Mundo. Foto: reprodução

Reserva financeira

Você possui alguma reserva financeira para emergências? Em sua jornada pela imensidão do oceano, é bom ter água e comida para aguentar períodos de vento fraco ou outras intempéries da natureza.

Já imaginou ser despedido ou passar um período mais apertado em seus negócios? Ou então ficar impossibilitado de trabalhar por algum tempo? Normalmente não gostamos de imaginar que essas coisas possam acontecer com a gente, mas vivemos em um mundo de incertezas onde é melhor estar preparado.

Crie uma reserva financeira equivalente a, no mínimo, seis meses de gastos mensais, valor que lhe sustente por um período de um semestre caso não tenha alguma outra fonte de renda. Esse é o tempo médio que você leva para conseguir outro emprego, ou tempo aceitável para se requalificar e buscar novas oportunidades.

Levantar âncoras

Depois fazer os últimos ajustes em seu navio, é hora de estabelecer quais serão seus primeiros destinos. Você precisa estabelecer prioridades, pois é possível que você não tenha tempo e recursos para fazer tudo de uma só vez e focar em poucos objetivos de cada vez ajuda você a dedicar maior energia para alcança-los.

Logo, reflita sobre quais são os objetivos mais importantes para você realizar primeiro e escolha dois para buscar até o final deste ano e dois para o ano seguinte. É o que chamamos, na economia, de tradeoff. Ao destinar seus esforços para determinado objetivos, você abre mão de aloca-los em outro, pois nem sempre há recursos (tempo e dinheiro) suficientes para dois ao mesmo tempo.

Pode ser difícil decidir entre quais sonhos vêm primeiro. Por isso, converse com sua família e discuta quais os objetivos mais importantes e coloque os outros na lista de espera.

planejamento financeiro o masculino
Cena do filme No Coração do Mar. Foto: Reprodução

Boa viagem

Agora você preparou o navio e possui o mapa para te guiar até seus tesouros. Essa é a parte mais importante do planejamento financeiro pessoal, pois estabelecer os objetivos de forma clara e em ordem de prioridade e prazos será sua motivação durante a viagem. No caminho, você encontrará algumas dificuldades que farão você pensar em desistir. Isso é comum em qualquer jornada. O importante é não desanimar e sempre ter em mente aonde se quer chegar.

Com isso, desejo-lhes boa sorte e boa viagem!

O plano

Nesses últimos três artigos, minha finalidade foi lhe incentivar a pensar no que você realmente deseja e tentar mostrar como vale a pena sua dedicação e persistência para alcançar seus sonhos, pois uma vida sem eles é uma vida sem graça. E busquei, também, deixar claro que no planejamento financeiro, a busca por dinheiro não é um fim em si mesmo, e sim um recurso que, se bem administrado, permite que você realize os objetivos que lhe farão feliz e realizado. Como disse o Presidente dos Estados Unidos Franklin D. Roosevelt: “a felicidade não está na mera posse de dinheiro, e sim na alegria da conquista e na emoção do esforço criativo”.

O planejamento financeiro pessoal, que vai bem além dessa etapa de estabelecimento de objetivos, compreende a coleta de dados e informações para a verificação e análise de sua situação financeira, o desenvolvimento e apresentação das recomendações que se enquadram na busca de suas metas e objetivos.

Em seguida, tem-se o estágio de implementar essas recomendações e monitorar seu percurso. Tudo isso envolvendo áreas como controle financeiro, investimentos, planejamento tributário, seguros e administração de riscos, aposentadoria e outros assuntos que forem necessários.

Se você acha importante ter o acompanhamento profissional para alcançar seus sonhos e objetivos, procure um planejador financeiro para auxiliar em sua trajetória.

Espero que tenham gostado e nos vemos na próxima!

Quer saber mais sobre planejamento financeiro pessoal e familiar? Envie um e-mail para daniel.oeconomista@gmail.com.

1 COMENTÁRIO

  1. Daniel tenho lido todos os seus artigos e seguido suas recomendações. Ainda estou em fase de preparação mas já consigo vislumbrar a concretização de maus objetivos.

DEIXE UMA RESPOSTA