A procura da lambida perfeita – Sexo oral | Feminino no Masculino

A procura da lambida perfeita – Sexo oral | Feminino no Masculino

Quebre os mitos do sexo oral para as mulheres e entenda de uma vez por todas do que elas realmente gostam!

8
COMPARTILHE
sexo oral o masculino
Aquela ideia de que toda mulher gosta de sexo oral pode não ser uma verdade absoluta. Foto: Shutterstock

Eu não gosto de sexo oral. Não de fazer, mas de receber. Mas basta eu falar isso em qualquer roda para causar impacto e quase ter o ‘diploma’ de feminilidade (ou seria de feminismo?) cassado. Caso a plateia seja formada por homens é a porta de entrada para ouvir a clássica frase machista “ah, nunca te chuparam direito”. É. Talvez.

Na verdade, de todos os relacionamentos até o momento, só um rapaz realmente me fez gostar de sentir a língua deslizar nas partes íntimas (e se você estiver me lendo, pode ficar orgulhoso, pois sou sincera e lhe falei isso).

Minhas amigas lésbicas, que já saíram com homens, afirmam que as mulheres fazem melhor sexo oral. Mas não se intimidem, rapazes. Não dá mesmo para competir com o conhecimento de causa.

Já as mulheres revelam: adoro, desde que o cara domine bem o assunto. De fininho, acabam por me confessar “quando a lambida não é lá essas coisas, fica mesmo até desagradável, chato, cansativo. Mas fico constrangida em dizer que não estou gostando diante do empenho do cidadão”. Então, não estou só.

Sim, claro. Em sexo também vale a etiqueta e não convém sair falando ‘hei, tira sua boca daí porque você não sabe de nada, inocente!’. Mas o certo é que existe um mito em torno do sexo oral para as mulheres.

sexo oral o masculino
Os homens precisam compreender melhor como funciona o corpo feminino para saber como dar prazer. Foto: Shutterstock

Tratado como a coisa que a mulher mais gosta na cama, na verdade é uma prática apreciada pelas mulheres quando ela é bem feita. Simples assim. Mas essa parte do “desde que bem feito” é ocultado e aí o cérebro cartesiano dos rapazes entende: elas gostam, então, just do it (simplesmente faça).

“Homem é objetivo”, me disse um amigo, “a gente lê as pesquisas apontando que 99% das mulheres gostam de receber sexo oral, então, a gente vai lamber a perereca (sic), tendo habilidade ou não”. Ai, ai, o senso de direção masculino…

É justamente por essa ideia de que ‘bem, é preciso fazer, então, vamos lá’ que tem aumentado a baixa disposição entre as mulheres de ter o companheiro com a cabeça entre as coxas. Como tudo na vida, quando não se tem talento ou treino, o resultado é abaixo do satisfatório.

Sexo oral

E não estou dizendo ser impossível aos meninos aprenderem como se faz, mas é preciso ter consciência que empenho nem sempre resulta em boa performance. A questão é que, até se tocar a língua nas partes baixas, é preciso dedicação também aos trabalhos anteriores.

O grande erro é quando os rapazes confundem o sexo oral com preliminares. Não, amigos, por favor. A mulher precisa estar em um estado de excitação avançado antes de serem oferecidos os serviços de suas línguas tão solícitas.

Lamber o clitóris não deve ser o primeiro passo da brincadeira. A mulher já deve estar no “ponto caramelo” (ouvi isso num filme uma vez e adorei) antes do moço partir em busca da degustação oral.

A sensação da língua espalhando a lubrificação é muito mais prazerosa do que usar o sexo oral para fazer irrigação. Aproveitem o ensejo e explorem o terreno, passem ao largo, em cima, em baixo, deixem o clitóris por último.

sexo oral o masculino
As preliminares são muito importantes para que o corpo da mulher fique preparado para a relação sexual. Foto: Shutterstock

Mas se você é aquele homem que desconhece completamente a anatomia feminina, peça ajuda, meu chuchu. Pode ser para a parceira mesmo. Ou então, há outros meios. Eu perguntei àquele único com quem curti sexo oral onde ele tinha aprendido. “Vendo vídeos pornôs”. O cidadão usou a pornografia para fins didáticos. Salva-se uma alma do purgatório!

E para finalizar, finalize. Não há pecado maior do que o homem achar que, se a mulher já teve um orgasmo com sua habilidade oral, ela vai dispensar a penetração. Pelo contrário, para algumas é a hora de sentir mais um orgasmo: o vaginal, tão prazeroso quanto o clitoriano.

Então, meninos, contamos com o desempenho do seu pênis também, esse soberano da relação entre homem e mulher. Não o coloque como coadjuvante apenas porque lhe disseram que as mulheres estão somente em busca da lambida perfeita.

8 COMENTÁRIOS

  1. Prezado Paulo, como vai? Muito obrigada por prestigiar a coluna. Estou longe de ser uma ‘guru’. Sou apenas uma jornalista curiosa sobre o lado bom da vida.E concordo que, no que se refere ao prazer, o êxito sempre irá transcender os patamares da consciência. Espero que acompanhe a coluna. Será um prazer tê-lo como leitor. Beijos.

  2. Cara Guru, será que o êxito do sexo oral não estaria em patamares superiores ao suposto entrosamento dos parceiros ou conhecimentos mecânicos de superfície? Perdido talvez na psique conjunta da procura do sucesso da relação?

  3. Representando os homens, isso nos acontece também. Há uma tão grande propaganda de que homens gostam de receber sexo oral que geralmente essa é a primeira coisa que a menina quer fazer.

    E, assim como acontece com os homens, nem toda menina faz isso direito. Apesar do pênis até ficar rígido com a “atenção” (um efeito psicológico da fobia masculina “se ele não subir, a culpa é minha”), sexo oral mal feito é entendiante na melhor das hipóteses e irritante, na pior.

    A receita do bom sexo oral é saber que uma pessoa é diferente de outra e o sucesso de qualquer “técnica” particular nunca é garantido, explorar como a pessoa funciona “lá” (prestando atenção em como o corpo da pessoa reage a cada toque) e… Se divertir no processo. Afinal, sexo recreativo é feito para isso.

DEIXE UMA RESPOSTA