Impotência sexual atinge 25 milhões de brasileiros

Impotência sexual atinge 25 milhões de brasileiros

28% dos homens têm mais medo da impotência sexual do que de perder o emprego; problema pode ser causado tanto por questões físicas quanto psicológicas.

0
COMPARTILHE
impotência sexual o masculino
Problemas com a impotência sexual podem ser causados por fatores físicos ou psicológicos. Foto: Shutterstock

Pesquisa feita pela Sociedade Brasileira de Urologia mostra que 28% dos homens têm como maior medo de ficar impotente, mesmo em comparação com a perda do emprego ou uma traição da esposa. Apesar disso, grande parte deles afirma não conhecerem os principais tratamentos para a impotência sexual. Quase a metade dos entrevistados, por exemplo, diz nunca ter nem ouvido falar de reposição hormonal masculina.

Leia também:

Disfunção erétil: um problema, várias soluções

Novembro Azul: mês de combate ao câncer de próstata

Satisfação sexual vai muito além da ereção

A Impotência sexual é sem dúvida alguma um assunto sobre o qual os homens evitam falar, mas atinge 25 milhões de brasileiros acima dos 18 anos, em diferentes graus. Estudo mostrou que entre os homens na faixa dos 40 anos, aproximadamente 30% não conseguem nem mesmo ter relações por falta de ereção. Especialistas afirmam que o problema tem tratamento, podendo variar desde a terapia até a colocação de uma prótese peniana, além do uso de remédio oral e injeção.

O que pode causar a impotência sexual?

Para que um homem possa ter uma ereção é preciso mais do que simplesmente estímulos externos: é necessário que haja um equilíbrio de hormônios, o bom funcionamento do sistema nervoso e circulatório. O sexo deve acontecer naturalmente, de forma que o psicológico do homem esteja tranquilo, sem preocupações com a performance ou com demais problemas da vida.

Ao tentar identificar um problema de ereção o primeiro passo é diferenciar uma falha eventual, que certamente é motivada por fatores pontuais, de um problema mais sério, no qual há uma disfunção erétil recorrente. Os motivos para a impotência podem ser tanto físicos quanto psicológicos.

Por isso o diagnóstico passa sempre por uma avaliação laboratorial com o objetivo de analisar como está o metabolismo, hormônios, colesterol e triglicérides, entre outros detalhes da saúde do homem. Caso não haja nenhum problema físico, a busca por tratamento deve seguir para uma avaliação psicológica.

Tratamentos pata impotência sexual

Nos casos da origem física, dados internacionais mostram que em média 70% dos pacientes revertem a impotência sexual com o uso de medicação. Nos casos em que os remédios não surtem efeito, o caminho mais comum é a indicação de um implante de prótese peniana.

Vale lembrar que os problemas na próstata e também o uso de anabolizantes ou remédios contra depressão, hipertensão ou emagrecimento podem levar à impotência ou piorar a situação que já possui outra motivação. O cigarro também possui sua parcela de culpa, uma vez que contribui para a obstrução dos vasos sanguíneos, prejudicando a passagem do sangue até os corpos cavernosos do pênis.

Assim como em inúmeras outras doenças, o sedentarismo também aumenta a gordura abdominal, que atinge os vasos e diminui a testosterona, o que também contribui para a disfunção erétil. Não é novidade também que o estresse e a depressão podem interferir nos sinais cerebrais e podem desencadear a perda do desejo sexual.

A busca por um medico especialista para avaliar a situação nos primeiros sinais de impotência sexual é importantíssima para o diagnóstico precoce e pode facilitar muito o tratamento, seja qual for o motivo. Converse com o seu médico sempre!

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA