Para quem tem tesão por cinquentão

Para quem tem tesão por cinquentão

Porque os homens mais maduros atraem as mulheres

0
COMPARTILHE
homem maduro o masculino
Homens maduros transmitem a segurança e o aconchego que muitas mulheres procuram. Foto: Shutterstock

Outro dia, conversando com um grupo no whasapp e mandei foto de um moço que havia conhecido em aplicativo de paquera. Uma das amigas (não tão mais nova que eu) me volta com a resposta ‘ah, simpático o coroa’. Eu fiquei surpresa. Como assim ‘coroa’? O homem tinha 50 anos, apenas quatro a mais que eu.

Leia também: 

Como perdi o tesão por Clint Eastwood (trepar é um ato político)

Por um mundo com mais sexo olímpico e menos pokemon

Ele te agrada quando está pelado?

Aí a amiga contou-me que ela, desde novinha, sempre gostou de homens na faixa dos 30. Agora, já na casa dos 40, parou lá nos trintões. Refleti muito sobre isso. Não tenho nada mesmo contra os homens mais novos. Mas também, graças aos céus!, o meu padrão de atração sexual avançou junto comigo.

Eu atraio homens mais novos e, reforço, nada contra. Tem alguns novos que são maduros com quem rola uma ótima troca. Acontece que existe um tipo de homem, que chamo de ‘cinquentão aconchegante’, que faz qualquer mulher suspirar.  Há cerca de 10 anos eu já escrevera sobre este tipo de amor mais maduro, em um blog independente que eu tinha. Resolvi reproduzir aqui com vocês.

Afinal, existe algo mais clássico do que um homem acima dos cinquenta que ainda faz a gente suspirar? Aqueles cabelos grisalhos soam como registro de uma sabedoria cultivada pela vivência. As leves rugas de expressão. O sorriso bem cuidado, embora levemente amarelado pelo tempo. As mãos maduras, capazes de percorrer os caminhos certos do seu corpo sem precisar de GPS.

Tudo isso são apenas algumas das características marcantes do conforto transmitido por um homem maduro. Para fazer a vida da gente mais calma, nada como descansar nos braços de um cinquentão aconchegante. Ainda não ligou o nome à pessoa? Vou ajudar: pense em homens como Aderbal Freire Filho, Oscar Magrini, Antônio Fagundes (ok, alguns deles já estão mais para sessentões, mas quem precisa revelar?). Até bem pouco tempo, eu não dispensaria o aconchego de um Clint Eastwood e sua pose sem photoshop.  Mas agora ele me tirou o tesão por causa de ideias reacionárias, como escrevi na crônica da semana passada.

Em geral o cinquentão aconchegante tem as pernas bem torneadas pelos tempos de futebol de pelada ou do ‘cooper’ (sim, houve uma época em que correr no calçadão chamava-se cooper), mas que nem por isso deixou de cultivar uma barriguinha, sinal de uma vida sem radicalismos e nem restrições excessivas.

Um cinquentão tem o olhar decidido de quem sabe o que quer (nem sempre) e ao mesmo tempo doce, de quem já viu muita coisa na vida. Tem aquele quê de quem perdeu a ansiedade e agora – mesmo executivo cheio de metas a cumprir – sabe discernir entre o importante e o fundamental, dentre os diversos aspectos da vida.

O cinquentão aconchegante te faz sentir uma menina, mesmo quando já estamos para lá dos 40. Quando abastados, dão joia de presente. Quando duros, fazem uma peixe assado recém-retirado do mar, muitas vezes por ele mesmo.

Um cinquentão aconchegante é capaz de oferecer mais certezas do que dúvidas. Seus carinhos transmitem a credibilidade lapidada pela experiência. Como é bom descansar no peito onde bate um coração com alta quilometragem!

O cinquentão aconchegante quer ter um filho contigo, porque, depurado pelo tempo, sabe o quanto será um pai mais presente do que foi com os filhos de 20 anos.

Uma pena hoje este tipo ser uma raridade. Os melhores exemplares do espécime estão casados. E muito dos que se separam cometem o desatino de entregarem-se a cirurgiões plásticos, personal trainners ou bronzeamento artificial. Alguns – em geral os de bolsos cheios e almas vazias – escolhem o protótipo da jovem modelo para companhia.

Mas o cinquentão aconchegante a quem eu faço essa ode é aquele que busca numa mulher talvez o mesmo aconchego que só a maturidade pode conceder. E, com ela, anda de mãos dadas pelos caminhos de quem sabe o que é bom e já não tem tempo a perder.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA