Homem europeu é tudo viado, mas que gosta de…

Homem europeu é tudo viado, mas que gosta de…

A coluna sobre sexo de hoje está recheada de ironia, para chamar atenção ao fato de que ser um homem feminino não fere o seu lado masculino...

28
COMPARTILHE
viado o masculino
É preciso quebrar alguns preconceitos e tabus que rondam a imagem do homem. Foto: Shutterstock

Não tinha nem dois meses que eu morava na França quando fiz a seguinte a constatação. “Homem francês é tudo viado que gosta de boceta”. A afirmação arranca gargalhadas de qualquer mulher brasileira que já tenha se relacionado com um francês, ou talvez até com um europeu, na vida. E deixa eu logo explicar o que ‘viado’ não é para mim um termo pejorativo. É como o ‘bitch’ em inglês, com duas conotações.

Chamo os amigos de viado, gays ou não. Viado para mim é muita coisa, assim como acho o termo puta algo para não ser usado em vão (leiam minha coluna Não usem a palavra ‘puta’ em vão).  Viado até pode ser a maneira reducionista da sociedade tratar o homossexual masculino, mas me ‘empoderei’ da palavra para dar sentido ao recado que pretendo passar. Acompanhe meu raciocínio e você vai entender.

Leia também:

Sexo tântrico ou as preliminares sem fim

A favor do sexo caseiro!

Músicas boas para fazer sexo

No Brasil homem que curte moda é viado. Homem que larga o futebol para cuidar das crianças, viado.  Homem que não gosta de futebol? Muito viado! Homem que chora, viado. Homem que cuida dos filhos enquanto a mulher sai pra dançar, viado. Homem que cuida de jardim, viado. Homem que cozinha, viado. Homem que repara na mudança do cabelo, viado. Homem que sabe distinguir roxo de lilás, viado. Homem que decora a casa, viado. Homem que tem cultura, viado. Homem sensível, viado. Homem que usa camisa rosa, viado. Homem que usa calça amarela, viado. Homem que tem gato, viado. Homem que se cuida, viado.

Ao chegar na França, só encontrei homens com as características associadas a viado no Brasil. Mas com a vantagem de gostarem de fazer sexo com mulheres. Precisei viver a maior parte da minha vida no Brasil para descobrir que gosto mesmo é de viado. E viado que encara a vagina é o macho dos sonhos de toda mulher.

E se você chegou até essa parte da coluna ainda sem entender, vou desenhar. Mas desenhar com as letras. As mulheres brasileiras são acostumadas a se defenderem do assédio intenso, isso quando atraentes para os padrões nacionais. Ou, muitas vezes, se maltratam, tentando transformar-se na ‘gostosa’ a ser validada pelos machões tupiniquins. Então, quando se deparam com homens que se comportam como homens, ou melhor, se comportam como ‘viados’, respiram aliviadas.

A inspiração deste tema foi uma reportagem sobre as mulheres europeias estarem reclamando que os homens do Velho Continente andam muito afeminados – e elas não estão gostando disso. Eu refleti sobre a falta, que talvez seja o que mova as pessoas mais do que qualquer coisa na vida. Estariam as mulheres na Europa querendo algo como os machões latinos?

Talvez sim, porque elas não têm isso. Enquanto as brasileiras se encantam com o jeitinho mais calmo dos europeus, provando que a ‘falta’ é mesmo a maior motivação do ser humano…

Fui criada no Brasil, uma das sociedades mais machistas do planeta.  E talvez por isso eu esteja na contramão das companheiras europeias.  Porque o viado que gosta de boceta não vai te dar tapa na bunda e nem puxar seu cabelo. Nem na intimidade e muito menos no meio do baile.

Também porque, meus chuchus, vou lhes contar: depois que se vai para a cama com um homem, ops, desculpa, com um ‘viado’ que fala je t’aime, faz amor olhando nos seus olhos e cai de boca nas partes baixas, e ali fica por horas, mesmo que seja apenas sexo por uma noite, é muito difícil querer voltar ao modelo de homem machão.

E ainda tem outra vantagem no ‘viado que gosta de boceta’: ele não tem medo de correr o risco de se envolver e nem acha que mulher que se envolve vai pegar no pé dele.  Ele sabe que, se ela ficar a fim dele e ele não, rola um ‘desolé’ (desculpa, aê) e cada um segue sua vida. Então, para que limitar o carinho à mulher que está com ele no momento?

Outro ponto interessantíssimo: o viado que gosta de boceta não desqualifica uma mulher porque ela ‘deu’ para ele. E depois, se a relação for adiante, o viado que gosta de boceta não vai achar nada de mais vocês saírem separados num sábado, vai dar beijinho no rosto de seus amigos homens e vai deixar você conversar com estes mesmos amigos sem ciúmes ou inseguranças.

O viado que gosta de boceta é assim porque se garante. Como todo macho que se preze… A sorte é que observo ventos de mudança. Tomara que um dia possamos globalizar essa tendência e olhar para os homens heterossexuais do mundo todo dizendo, ‘tudo viado que gosta de boceta’!

28 COMENTÁRIOS

  1. Foi o texto mais perfeito que li! Eu sempre quis explicar a diferença para as minhas amigas no Brasil, e não conseguia ser tão clara. Vc arrasou! Parabéns

  2. A dona tem dedo podre pra homem, só achou nego merda no Brasil e daí não hesita em generalizar suas percepções para um país inteiro. Sensacional, mas o que coroa o texto mesmo é o Brasil ser, na opinião super genial dela ” um dos países mais machistas do mundo”. Tá precisando conhecer um pouco mais a África e o oriente médio, tia.

  3. Philipe, talvez seu comentário seja uma grande prova de que a autora do texto tem razão. Você já chega chamando de dona, tia, afirmando que quando uma mulher encontra um cafajeste na vida “tem dedo podre”, ou seja, a culpa é dela (assim como é recorrente falar sobre a mulher estuprada “tava pedindo”, quando apanha do marido “certamente aprontou alguma”, etc.).
    Talvez seu machismo esteja tão arraigado que te impediu inclusive de compreender a ironia do texto em relação ao homem brasileiro, coisa que outros caras levaram na boa, basta ver os comentários aqui e no facebook.
    Aí fala para´ela conhecer países da áfrica, mas nem se dá o trabalho de reconhecer que a desigualdade de gênero no Brasil é sim enorme e que ainda pode piorar se passarem alguns projetos de lei que a gente vê por aí…
    Talvez seria melhor você repensar sua opinião, tentar enxergar a situação das mulheres à sua volta ou guardar esse machismo seu somente para você, já que faz tanta questão…

  4. Genial, na “condição” de gay nunca tinha lido o termo viado como algo interessante…
    👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏

  5. Aqui no Brasil tá cheio de homem gentil, educado, que respeita a mulher e sem a necessidade de tanta frescura. Acredito que depende bastante de quanto estudou, da criação que teve. Pessoalmente, posso dizer que nas batalhas do dia a dia, tanto eu quanto os meus amigos, estamos lado a lado com nossas mulheres, há muito respeito, carinho. Entendi o sentido do texto, entretanto me parece que as pessoas ultimamente tem se apegado aos extremos. Eu sou homem, macho, hétero, sou entusiasta do comportamento masculino e isso não tem nada a ver com agressão a mulher, ou qualquer outra forma de truculência. O homem pode ser ogro, quer urrar, berrar? vá para um estádio de futebol, as pessoas fazem isso lá, quer medir sua força? Faça musculação, levante pesos! Quer saber se pode vencer alguém em uma luta corporal? Vá fazer aulas de artes marciais. Não precisa se tornar o “afeminado” que é motivo das queixas das europeias, tampouco, no outro extremo, algum tipo de estúpido agressor. Meu pai me ensinou a ser homem e respeitar a mulher, é perfeitamente possível que essas duas coisas andem juntas, ensino o mesmo ao meu filho e tudo tem ido bem.

  6. Excelente texto! Tento explicar as minhas amigas europeias que apesar de lindos e com uma pegada fantástica, os homens brasileiros ainda são muito machistas e vivem de baixo das asas de suas mães… Incrivel como o homem brasileiro é dependente, e sim, claro, estou generalizando, mas o machismo vêm de berço, infelizmente…

  7. Obaa.Descobri que sou um( viado) no para os padres sarcasticos e cruis brasileiro, mas um viado amante das mulheres.Elad merecem o nosso carinho e respeito uma vez que culturalmente a sociedade machomoralista brasileira na qual vivemos expoem as mulheres a toda forma de violencia.Naturalmente na hora do exercicio sexual no diferente. O colunista Feitosa retrata bem essa realidade na sua cronica denominada:”Somos homens”aqui mesmo nesse site.Concordo plenamente com a autora.Os homens brasileiros precisam aprender a serem mais viados no trato com as mulheres.Sexo gentil e tao marcante quanto aquele tapinha que segundo o machismo arraigado em nos NAO DOI.

  8. Eu sou viado e amei o texto e nunca vi tanta verdade junto e sinceramente as pessos precisam se informa mais e ai vai entender as culturas e se adapita a bons costumes. Bravissimo texto e viva os viado que gosta de buseta da Europa(Francês).

  9. Eu concordo sobre as coisas q fazem do homem ser chamado de ‘viado’ uma tremenda besteira ( e vc deu a entender q td Brasileiro ou latino americano pensa desse jeito, pura generalização) O problema pra mim é q os Europeus ñ estão sendo masculos! E ser masculo é ser homem, assim cm ser feminina é ser mulher. O q eu quero dizer é q na hora de saber se impor quando é necessário parece maricas! Por exemplo, nessa crise do imigratoria vc sabia q o estrupo está aumentando muito?? E aí eu vi um protesto (acho q na Holanda) q os cara se vestiram de mulheres foram pedir respeito para mulheres. Esses homens do oriente são extremamente machistas, veem as mulheres cm objetos, eles veem esse cm algo ridiculo!! Um homem Europeu q é td politicamente correto quando veem q sua mulher está ameçada em vez de ir defende-la, ele vai chamar a policia. Nesse meio tempo o maldito ataca a mulher e ainda dá uns tampas no trouxe q ñ honra nem suas calças. ( não dizendo q todos são assim) esse para mim é o problema. Está faltando se impor cm homem!! E ser gentil, educado, e sensivel ñ é ser um ‘viado’ ou afeminado, é apenas ser homem!! Um cara q ñ é assim é q é mau educado, tosco e até machista. Um homem tem q ter honra!! Mais o policamente correto faz a gente pensar diferente. ” ai ai vc achar ridiculo um homem querer usar vestido, vc é um machista! E blá blá blá”. Se um cara quer usar vestido ele q use problema dele. Eu acho ridiculo pq ele não está sendo masculo ( e isso é ser homem ñ machista) mas o Europa me chamaria de maschista

  10. Eu concordo sobre as coisas q fazem do homem ser chamado de ‘viado’ uma tremenda besteira ( e vc deu a entender q td Brasileiro ou latino americano pensa desse jeito, pura generalização) O problema pra mim é q os Europeus ñ estão sendo masculos! E ser masculo é ser homem, assim cm ser feminina é ser mulher. O q eu quero dizer é q na hora de saber se impor quando é necessário parece maricas! Por exemplo, nessa crise do imigratoria vc sabia q o estrupo está aumentando muito?? E aí eu vi um protesto (acho q na Holanda) q os cara se vestiram de mulheres foram pedir respeito para mulheres. Esses homens do oriente são extremamente machistas, veem as mulheres cm objetos, eles veem esse cm algo ridiculo!! Um homem Europeu q é td politicamente correto quando veem q sua mulher está ameçada em vez de ir defende-la, ele vai chamar a policia. Nesse meio tempo o maldito ataca a mulher e ainda dá uns tampas no trouxe q ñ honra nem suas calças. ( não dizendo q todos são assim) esse para mim é o problema. Está faltando se impor cm homem!! E ser gentil, educado, e sensivel ñ é ser um ‘viado’ ou afeminado, é apenas ser homem!! Um cara q ñ é assim é q é mau educado, tosco e até machista. Um homem tem q ter honra!! Mais o policamente correto faz a gente pensar diferente. ” ai ai vc achar ridiculo um homem querer usar vestido, vc é um machista! E blá blá blá”. Se um cara quer usar vestido ele q use problema dele. Eu acho ridiculo pq ele não está sendo masculo ( e isso é ser homem ñ machista) mas o Europeu me chamaria de maschista. O policamente correto ja fez lavagem cerebral em mts deles.

  11. Bem sou tudo isso mas não sou Viado , no estados unidos também não virarã uma bitch só pq vcs nunca aprenderam a tratar uma mulher com respeito e da forma que ela merece !!! Tenho sangre brasileiro e fui criado na França e na Alemanha, e é meu sangre brasileiro e que faz a mudança aqui , enquanto meus coleguinhas Europeus sap frios e não sabem da prazer a sua Mulher, mulheres que nunca gozarám , nunca tiverem orgasmos múltiplos ou nunca foram chupada na vida inteira, mulheres que nem sabe que o prazer do sexo e por ambos lados. .. aí de propria experiência eu lhe digo que a mulher brasileira talvez seja umas das mulheres mais sensual e sexual ativa mas não significa que ela esteja mas satisfeita …
    Um Homem e um homem quando ele aprender a tratar sua sua mulher como ela merece !!! Pq so uma mulher satisfeita e uma mulher fiel !!!

  12. Esse texto me representou muito, estava em busca de algo assim.. nunca soube explicar o fato de gostar de caras afeminados para niguém.. até porque no Brasil a maioria dos homens que se permitem ser afeminados são gays .. .o homem hétero acha que tem a obrigação de ser machão.acho machão escroto! o jeito é ir pra França!! Amo homem viado.

  13. De sexo eu não entendo nada, tou sempre aprendendo…kkkkkkk
    Mas agora falando sério:
    -para quê tanto preconceito em ser ou não ser viado-masculino e/ou viado feminino????
    Cada um escolhe o seu caminho, os gostos de uma qualquer criatura terão que ser respeitados.
    Sou radicalmente contra todas as críticas negativas daí não entender determinadas opiniões sobre comportamentos e preferências sexuais.
    Para terminar só quero relembrar aos que criticam negativamente: conheço pessoas que se auto-intitulam de machos e entre 4 paredes já valeu o possível e o inimaginável….. Fiz-me entender, creio!
    NUNCA DIGAS QUE DESTA ÁGUA JAMAIS BEBERÁS!!!

  14. Adorei o texto, meu sonho seria encontrar um “viado” como são descritos os homens europeus, lógico que sabemos que generalizações não são legais, mas infelizmente grande parte da sociedade brasileira, e aqui incluo todos os gêneros, é extremamente machista e misógina.

  15. que texto sensacional, sou fã de cantores italianos e parecem ser assim mesmo kkkkkkkkkk, muito bom
    quem sabe os homens do nosso país chegue a esse patamar ainda?…

DEIXE UMA RESPOSTA